A história da canção I’m A Loser

Dois fatos foram essenciais para John Lennon compor “I’m a Loser”, em 1964. O primeiro deles foi conhecer a música de Bob Dylan, em Paris, quando ouviu o segundo álbum do cantor americano, “Freewheelin'”, que trazia sucessos como “Blowin’ in the Wind” e “Don’t Think Twice, It’s All Right”. John ficou encantado com a intensidade das gravações e das letras de Bob, que ia muito além das que John estava compondo até então, e decidiu comprar o álbum de estreia de Dylan. Segundo Lennon, “não conseguíamos parar de ouvi-lo por três semanas. Todos nós ficamos loucos por Dylan”.

“I’m a Loser” é vista como o mergulho inicial de John Lennon na introspecção e da sua busca incessante de explorar ao máximo seus próprios sentimentos em suas canções. “Esse sou eu em meu período de Dylan”, revelou John. “Parte de mim suspeita que ‘eu sou um perdedor’ (I’m a loser), e parte de mim acha que eu sou Deus Todo-Poderoso”.

1

Bob Dylan e John Lennon, com Paul McCartney ao fundo.

 

O segundo fato que teve profundo efeito na composição de “I’m a Loser” fora o encontro que John Lennon teve em 23 de março de 1964 com Kenneth Allsop, jornalista que escrevia para o jornal Daily Mail e era entrevistador do noticiário Tonight, da BBC Television. Allsop fez uma entrevista de quatro minutos com John Lennon sobre seu livro “In His Own Write”. Na primeira conversa entre os dois no estúdio Lime Grove, da BBC, Kenneth foi direto ao assunto e disse a Lennon que suas composições com os Beatles não tinham a profundidade e o significado que tinham os textos de seu livro. Para Allsop, Lennon era um escritor muito mais interessante do que mostrava com suas composições. Seu conselho para John era que ele começasse a basear suas composições em seus sentimentos e experiências pessoais.

Alguns anos depois, John confidenciou a Elliot Mintz que esse encontro havia sido um momento decisivo em seu modo de compor. “Allsop disse a ele que não morria de amores pelas canções dos Beatles porque todas tendiam a ser ‘ela o ama’, ‘ele a ama’, ‘eles a amam’ e ‘eu a amo'”, conta Mintz. “Ele sugeriu que John tentasse escrever algo mais autobiográfico, em vez de usar os velhos temas superficiais. Isso ressoou dentro dele”.

Allsop foi encontrado morto em sua casa, em maio de 1973. A causa da morte foi uma overdose de analgésicos.

2

Kenneth Allsop

A gravação aconteceu no dia 14 de agosto de 1964, no estúdio dois de Abbey Road, mesmo dia da gravação de Mr. Moonlight e Leave My Kitten Alone. A gravação foi simples, e levou oito takes para que acertassem. Confira abaixo o interessante take 3 de “I’m a Loser”:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s