A história da canção Blackbird

“Blackbird” fora composta por Paul McCartney inspirada nos conflitos raciais na América. O termo “blackbird” era usado pejorativamente para se referir às pessoas de origem africana desde a época dos escravos. Na década de 1960, com o crescimento dos movimentos dos direitos humanos, o termo foi transformado em algo positivo. Segundo Paul, “eu tinha em mente uma mulher negra, ao invés de um pássaro. Aqueles eram os dias do movimento dos direitos civis, que nos importávamos apaixonadamente, então era realmente uma canção de mim para uma mulher negra enfrentando esses problemas”. A melodia inspirada em “Bourée em mi menor”, de Bach, que ele e George Harrison aprenderam na adolescência em um manual de violão. “Parte de sua estrutura é uma coisa harmônica particular entre a melodia e a linha do baixo que me intrigou. Bach foi sempre um dos nossos compositores favoritos; nós sentíamos que tínhamos muito em comum com ele. Eu desenvolvi a melodia no violão baseada na peça de Bach e a mudei, levei-a a outro nível, então eu só encaixei as palavras à ela”, afirmou Paul McCartney.

É difícil afirmar com certeza em qual mês de 1968 Paul McCartney compôs “Blackbird”. Paul afirmou tê-la composto em sua fazenda na Escócia, e não na Índia. Provavelmente a composição da letra da música foi finalizada após a morte de Martin Luther King, famoso ativista político estadunidense e um dos principais líderes do movimento dos direitos civis, em 4 de abril. No dia 11 de junho, mesmo dia da gravação em Abbey Road, McCartney a tocou em um filme promocional da Apple dirigido por Tony Bramwell.

Durante todo o dia 11 de junho de 1968, George Martin, Geoff Emerick and Phil McDonald não pararam por um só minuto, indo da sala de controle do estúdio dois de Abbey Road para o estúdio três. Enquanto Paul McCartney gravava, sozinho, “Blackbird”, no estúdio dois, John Lennon ocupava o estúdio três experimentando sons para “Revolution 9”. Paul gravou 32 takes de “Blackbird”, apenas com voz, violão e um metrônomo suave fazendo a marcação, tendo completado apenas 11 deles. No final da sessão fora adicionado os efeitos sonoros da biblioteca de Abbey Road: “Volume Sete: Pássaros de Pena”. Segundo Stuart Eltham, engenheiro, “eu gravei em um dos primeiros gravadores portáteis de Abbey Road, em meu quintal em Ickenham, por volta de 1965. Há duas gravações, uma de pássaros cantando, e outra fazendo um som de alarme quando eu os assustei”. Confira uma demo da canção gravada na casa de George Harrison em maio de 1968:


Anúncios

Uma resposta para “A história da canção Blackbird

  1. Não conhecia essa história. Conheço outra, que diz que blackbird é um pássaro que ficou com as asas escurecidas e não foi mais aceito em seu ninho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s