A história da canção Strawberry Fields Forever

No outono de 1966, John foi para a Espanha fazer o papel do soldado Gripweed no filme How I Won The War, de Dick Lester. Durante seus intervalos de filmagens, ele começou a compor “Strawberry Fields Forever”, que no início foi chamada de “It’s Not Too Bad”, uma música concebida como um blues arrastado. A música foi sendo trabalhada em uma grande casa que alugava perto dalí, em Santa Isabel. 

ff06

A canção começou com o que viria a ser o segundo verso da versão gravada. Era uma reflexão sobre a convicção de que desde criança ele sempre fora diferente dos demais, de que via e sentia coisas que outras crianças e adultos não podiam sentir. Na versão mais antiga de suas fitas na Espanha, ele começa com: “No one is on my wavelenght”, para depois mudar a frase para “No one I think is in my tree”. Ele estava dizendo que acreditava que ninguém conseguia se sintonizar com sua forma de pensar e que, então, devia ser ou um gênio ou louco (“I mean, it must be high or low”). “Eu pareço ver as coisas de uma maneira diferente da maioria das pessoas”, ele afirmou certa vez. 

Foi apenas no take 4 da fita de composição que ele fala dos Strawberry (sem o “forever”) e, no take 5, acrescentou a frase “nothing to get mad about”, que depois foi alterada para “nothing to get hung about”. Foi nessa canção que John começou a usar palavras como “er”, “that is”, “I mean”, “I think”, para reforçar que isso era mais um de seus pensamentos que ninguém poderia compreender somente com palavras. Quando sua participação no filme acabou, John voltou para sua casa na Inglaterra, em Kenwood, e continuou trabalhando na música, quando o verso final foi incluído. Foi só no estúdio que ele a terminou, acrescentando o verso de abertura, o que explica o fato da introdução dar a sensação de não fazer parte do resto da canção. 

uk_penny-lane-strawberry-fields-forever_02-580x580

Na canção, um lugar mágico é criado para representar um estado da mente. John cresceu em Woolton, onde morava com sua tia Mimi desde os 5 anos de idade, onde se reunia com seus fiéis escudeiros todos os dias para explorar as mansões escondidas atrás de altos muros proibidos. A mais familiar para John era, coincidentemente, uma sombria mansão gótica, que ficava a apenas alguns minutos de sua casa, com o nome de Strawberry Field. A mansão servia de refúgio para meninas órfãs e era mantido pelo Exército da Salvação. As internas frequentavam várias escolas próximas, mas usavam uniformes próprios: vestidos com listras azuis e brancas e chapéus de palha com fitas vermelhas.

2010031414331122

Em caminhadas com tia Mimi e tio George, John sempre se distraía espiando através do pesado portão vermelho de Strawberry Field. Além das furtivas entradas que fazia com seus amigos, ele não perdia uma oportunidade de visitar o refúgio no verão, quando lá se realizava uma festa no jardim para angariar fundos, com bolo caseiro e barracas de tômbolas e jogos oferecendo como prêmios cachorrinhos de gesso, balas de hortelã-pimenta e peixinhos dourados nadando em melancólicas jarras de geléias cheias d’água. “Eu costumava lhe dar seis pence para gastar nas barracas”, Mimi lembra. “Ele ouvia a banda do Exército da Salvação e me puxava dizendo: ‘Vamos logo Mimi! Vamos chegar atrasados!’”.

Strawberryfieldgate

As visitas ilícitas eram para John como as fugas de Alice pela toca do coelho e através do espelho. Ele sentia estar entrando em outro mundo, completamente mágico, um universo que era mais próximo do seu mundo interior, e na vida adulta ele associaria esses momentos de alegria com sua infância perdida e também com uma sensação de psicodelismo, neste caso sem drogas. 

Strawberry Field

 

Na entrevista de 1980 para a Playboy, John declarou a David Sheff que “entrava em alfa” quando criança e via “imagens alucinatórias” de seu rosto quando se olhava no espelho. Ele disse que foi só quando descobriu o trabalho dos surrealistas que percebeu que não era louco, e sim membro de “um clube exclusivo que vê o mundo desse jeito”.

Anúncios

Uma resposta para “A história da canção Strawberry Fields Forever

  1. segundo a revista Rolling Stone, depois de John tocá-la pela primeira vez para os outros beatles, houve um silêncio só quebrado por Paul, que disse “isso é magnífico….!”
    Creio q toda a ideia de Sgt. Pepper’s foi a partir dessa música de Lennon.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s