Lizzie Bravo, a brasileira que gravou com os Beatles

lizzieeee

Nos anos 60, quando a menina completava 15 anos, podia escolher entre a festa
ou uma viagem para a Europa. Lizzie, o nome que adotou quando ouviu “Dizzy
Miss Lizzie” do disco “Help!”, não teve dúvidas: ir para Londres conhecer os
seus ídolos. Ela chegou a Londres dia 14 de fevereiro de 1967, com a amiga
Denise Werneck, e correu para os estúdios da EMI, em Abbey Road, onde os
Beatles estavam gravando Sgt. Pepper’s, e já teve o seu primeiro contato com
a banda. Lizzie estava sentada quando, de repente, ouve uma voz familiar:
“Com licença?”. Era John Lennon, acompanhado por Ringo Starr. Minutos depois
aparecem Paul McCartney e George Harrison. Ela registrou o momento em uma
luva que estava usando no dia, tirando a poeira do Rolls-Royce Phantom V, de
John Lennon, e nunca lavando.

rolls

A partir desse dia, Lizzie Bravo teria a oportunidade de vê-los praticamente
todos os dias e tirar muitas fotos, se tornando uma das “Apple Scruffs”
(grupo de fãs que, mesmo depois da Beatlemania, continuara seguindo os passos
dos Beatles diariamente).

“In the fog and in the rain
Through the pleasures and the pain
On the step outside you stand
With your flowers in your hand, my Apple Scruffs

 Apple Scruffs, Apple Scruffs
How I love you, how I love you”

Aos 16 anos, no dia 4 de fevereiro de 1968, Lizzie estava na porta dos estúdios com outras meninas quando Paul McCartney sai e pergunta:“Alguém aí lizzie pennyconsegue sustentar uma nota aguda?”. Por sempre ter cantado em coral Lizzie responde: “Sim, eu consigo”. Paul disse para Lizzie esperar e voltou para o estúdio. Algum tempo depois, Mal Evans, assistente dos Beatles, a levou até Paul. Ele explicou o que queria e mostrou a música no piano, enquanto John tocava violão. Ela teria de cantar a parte “Nothing’s gonna change my world”. Lizzie ensaia aos olhares atentos de John, Paul, George, Ringo, Mal Evans e George Martin.

John Lennon autografando o disco Sgt. Pepper's para Lizzie.

John Lennon autografando o disco Sgt. Pepper’s para Lizzie.

Na hora da gravação eles percebem que falta uma voz para o coro e Lizzie pede
para chamarem sua amiga inglesa Gayleen Pease. Paul mexe nos cabelos de
Lizzie para ajustar o fone de ouvido. Primeiro, Lizzie divide o microfone com
John. Ele sempre foi o seu Beatle preferido, de modo que ela não conseguia
ficar completamente à vontade. John insiste: “Chegue mais perto do mike (modo
popular inglês de abreviar microphone)… mais perto!”. Depois, Lizzie divide
o microfone com Paul. Então sobem à sala de controle, onde estava George
Martin, e gravam sozinhas. Todos elogiam, e Paul pede para Lizzie “cantar em
brasileiro”. Ela não aceita e, depois de quase três horas no estúdio com os
Beatles, estava feito o toque brasileiro na maior banda de todos os tempos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s